História Ragdoll

Ragdoll - História


O Ragdoll (gato também conhecido como “boneca de pano” em vários lugares do mundo) foi especialmente desenvolvido nos Estados Unidos. Gigante, seus primeiros exemplares foram cuidadosamente seleccionados para apresentar esta característica, bem como seu temperamento dócil e amistoso.

O Ragdoll embora seja uma raça relativamente nova de gato, suas origens estão envoltas em grandes mistérios. Tudo começou em Riverside Califórnia com uma mulher chamada Ann Baker.

A raça supostamente começou quando uma gata bem arisca, angorá persa branco (sem pedigree) chamada Josephine ficou ferida num acidente de carro por volta dos anos 60. Foi hospitalizada, mas felizmente, Josephine não ficou gravemente ferida e após o acidente, ela mudou de comportamento, tornando-se totalmente dócil, amigável e carinhosae. Teve mais ninhadas, das quais a raça do gato Ragdoll evoluiu.
Os antepassados ​​dos gatinhos Ragdoll de hoje evoluíram todos de Josephine.

A linhagem começou quando Josephine teve uma ninhada, que se diz ser de um Sagrado da Birmânia. Sua criadora e dona, Ann Baker, percebeu que esta ninhada era diferente das ninhadas anteriores de Josephine e que esses gatinhos eram especiais com algumas características notáveis ​​e soube aí que tinha que explorar esta nova raça. Estes gatinhos eram extremamente dóceis e seus corpos desmanchavam-se no colo.
Há lendas que dizem que estes bebés, nasceram assim devido a experiências cientificas a que sua mãe Josephine, foi sujeita enquanto esteve hospitalizada, assim como dizem que sua genética foi modificada em laboratório.

Origem do Ragdoll...
Daddy Warbucks foi registrado como o primeiro Ragdoll em 1966. Raggedy.
A selecção de cores permitidas eram e são as quatro cores tradicionais padrão de Seal, Blue, Chocolate e Lilac. (NOTA: Novas cores de RED e CREAM resultaram de programas recentes e de cruzamento externo).

Um fenómeno único e inexplicável são os três tipos de padrão disponíveis, sendo Colourpoint, Mitted e Bicolour. (NOTA: Novamente, os novos tipos de TORTIE e LYNX foram desenvolvidos durante os programas out-cross recentes mencionados anteriormente).

Fundações ...
O gato Ragdoll que foi fundado na Califórnia por Ann Baker e que teve a maior parte de sua criação muito precoce, também feito por sua fundadora, sofreu com uma lenda única e muitos mal-entendidos.
Quando Ann Baker começou a vender seus gatinhos, ela o fez sob rígidas directrizes. Seus pedigrees possuiam o símbolo IRCA (uma associação de ragdoll, fundada por Anne Baker) para provar que e poderem ser rastreados directamente a Josephine.
Todos os compradores que desejavam criar esta raça, tinham de o fazer sob uma licença de venda rigorosa.

Melhorias ...
Quando o Gatil Dayton of Blossom-Time adquiriu gatos de Ann Baker, eles se revoltaram contra os rigorosos termos comerciais e directrizes de reprodução.
Eles começaram uma longa jornada para conseguir da raça uma base genética sólida e igualmente para conseguirem obter o reconhecimento das principais organizações mundiais felinas.
Isto foi feito para que o Ragdoll pudesse ser mostrado em exposições e receber o devido reconhecimento que era devido a esta maravilhosa raça.
O seu plano percorreu um longo caminho no desenvolvimento do típico tipo Ragdoll de hoje.

O futuro...
Como criadores, precisamos ser muito carinhosos com os Ragdolls que criamos sejam saudáveis ​​e não tenham demasiado inbreeding, que, sem pensar, poderíamos arruinar descuidadamente todo o bom trabalho, tempo e esforço que os criadores passados ​​e actuais colocaram em criar gatos grandes, saudáveis, livres de doenças e sem defeitos. Precisamos proteger nossa raça para ajudar a continuar a formação desta magnífica raça e levá-la para o futuro.
Share by: